Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sketchbook SIX

04
Set15

NYC diaries: o primeiro (re)impacto



Sempre fui uma pessoa cheia de sonhos, acho que são os sonhos que nos movem e dão sentido às nossas vidas. Sempre quis viver aqui, nesta cidade! Lembro-me desde pequena de sonhar com isto tudo, até ao dia em que aterrei aqui pela primeira vez, há 9 anos. Apanhámos o famoso yellow cab e chegamos ao centro de Times Square. Aquele primeiro impacto deixou-me sem respirar durante uns segundos, não acreditava que estava ali, que estava com os pés em solo americano e na minha cidade do coração, era um sonho tornado realidade.

Hoje foi igual, há 3 semanas que não durmo com a excitação toda de voltar aos lugares que me fizeram sonhar. Esta magia nas ruas, o meu sonho de um dia espreitar a Broadway, de ver de perto o American Dream. Cá estou eu, em NYC na cidade que nunca dorme, tal como eu.  Os sonhos continuam, apesar de tudo o que ouvimos sobre os Estados Unidos, Nova Iorque continua a ser aquela cidade que me deixa de lágrimas nos olhos, lágrimas boas. Ás vezes tenho de pedir para me beliscarem para acreditar que é verdade, parece um sonho! 9 anos depois volto aqui. Volto à cidade que tanto me moveu durante anos. Parece que conheço a cidade como se fosse de cá, lembro-me de tudo e quero viver estes dias ao máximo. Não estou com isto a dizer que quero muito viver aqui, mas lembro-me que há 9 anos atrás nunca imaginaria a minha vida como é agora, tinha tantos planos que acabaram por dar uma reviravolta, igualmente boa! 

Onde estão os sonhos de quando éramos mais novos? Com o passar do tempo parece que nos esquecemos daquilo que nos movia, podiam ser sonhos absurdos, mas não deixaram de ser sonhos nossos. Ás vezes penso, será que com o passar dos anos vamos abdicando dos nossos sonhos? Porque é que isso acontece, se é isso que dá rumo às nossas vidas? Sonhava muito, continuo a fazê-lo e tenciono continuar a sonhar porque a vida sem sonhos é aborrecida. Sonhos grandes ou mais pequenos, não são categorizáveis, são sonhos! E é a isso que nós vamos agarrar. Precisamos de sonhar! 


03
Set15

NYC diaries: o primeiro dia



O dia da viagem é sempre um dia bitter sweet, em Nova Iorque são menos 5horas do que em Portugal, pelo que muitas das vezes acabamos por fazer directa no primeiro dia (o que aconteceu comigo). 

Para viagens de longo curso o melhor mesmo é escolher boas companhias aéreas, como são muitas horas de voo é essencial estarmos confortáveis para facilitar que o tempo passe mais rápido e da melhor maneira possível. Viajámos pela TAP, vimos outras opções mas acabamos por optar pela companhia portuguesa que até agora nunca nos deu razão de queixa. O avião estava equipado com um televisor por passageiro com 15 canais (informativos, de entretenimento, infantil etc.), mantas para cada um dos passageiros, almofadas e auriculares. O avião partiu a horas, no entanto é mesmo necessário chegar as 3horas antes da viagem (sim, mesmo com o check in feito), isto porque para além de passarmos pela segurança normal como nos outros voos como se fosse para a UE, posteriormente a isso é necessário passar no controlo de passaportes e sermos revistados uma segunda vez, já depois da área de shopping. Os passaportes são confirmados e controlados juntamente com o visto turístico ESTA que deve ser obtido ANTES de fazer a viagem. Depois disso, entramos sim no avião.

A viagem teve a duração de 7h30 pelo que acaba por não ser tão mau devido à diferença horária. No horário de Portugal aterrámos às 21h, mas em NYC eram apenas 16h da tarde - e para quem acordou com a ansiedade toda de ir viajar às 6h da manhã, é directa garantida. 

Ao chegarmos a NYC optamos por ir de táxi para o centro, aterrámos em Newark e acabamos por dividir um táxi. A viagem de táxi até ao centro de Manhattan durou cerca de 45 minutos por causa do trânsito. O preço é fixo e depende da zona onde vão ficar hospedados.

Quanto ao hotel, bem em NYC são todos caríssimos e minusculetes! Se o quarto para duas pessoas tiver 10m2 já é um luxo! Paga-se muito pelo hotel para ter condições mininimas e por condições mínimas refiro-me a WC privado. Não contém com pequeno-almoço incluído, não é muito comum estar incluído. Reservámos o nosso no booking, acaba por ser sempre o site escolhido para estas coisas pois conseguimos ler comentários de hóspedes e ver a pontuação que lhe foi atribuída. 

Assim que fizemos o check-in foi literalmente deixar as malas no hotel e ir à descoberta. Acabamos por ficar pela zona do Times Square onde ficamos o resto da noite. Visitamos a M&M's Store, Disney Store, Hard Rock Café, Forever XXI entre muitas outras. 

O roaming aqui é caríssimo preparem-se para serem roubados à grande! O primeiro dia e sempre o dia de habituação e reconhecimento do terreno. Os bilhetes de metro custam 3$ ou podem optar por um bilhete com viagens ilimitadas. Preparem-se que eles aqui acrescentam taxes a tudo e mais alguma coisa, mas vale cada segundo aqui! Ansiosa pelo dia de amanhã! 

Podem ir acompanhando tudo no instagram, vou dando notícias >> @jufcarreira 


02
Set15

OUT OF THE OFFICE: NEW YORK DIARIES


Foram 3 semanas a dormir pouco mais de 4 horas por noite, a ansiedade por voltar é tanta que me tirou o sono. Os próximos dias são sem dúvida os dias mais aguardados deste ano, 9 anos depois vou voltar a uma das cidades do coração, uma das duas cidades que me deixam de lágrimas nos olhos de felicidade, e curiosamente são as duas cidades que já visitei mais vezes, Nova Iorque e Paris. Duas cidades tão diferentes e duas cidades que têm um bocadinho de mim em cada.

Nova Iorque, a cidade que me deixou apaixonada desde o primeiro minuto que pisei terreno americano, toda aquela confusão do Times Square, a magia da Broadway, as luzes, as cores, os arranha-céus, os táxis amarelos... Mal posso esperar por voltar àquela que é a cidade que me faz sonhar, desde pequena. Aqui vou eu, com um sorriso rasgado, muita ansiedade na barriga e uma mala vazia para vir recheada de bons momentos! New York is waiting for me, and I've been waiting for New York !

E claro, vocês vêm comigo... Por aqui farei um diário de tudo o que se passa e podem ir acompanhando também no instagram  >> @jufcarreira

Certamente que será o melhor desfecho do verão, quando voltar terei novidades - muitas coisas boas a caminho!


PUB