Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sketchbook SIX

09
Mar16

My very first chocolate bar


Estreei-me no mundo da "doçaria paleolítica" e o que quer isto dizer? Pois bem, podia trazer-vos uma receita de um bolo sem glúten, sem lacticínios e sem outros produtos processados, mas não. Trouxe-vos uma das coisas de que mais gosto na vida: chocolate. Como sabem sou louca, louca por chocolate! Foi uma das coisas que mais me custou deixar quando tomei a decisão de mudar de estilo de vida e de ter uma vida mais saudável - uma tablete de 300gr por dia (sim, leram bem por dia!) de chocolate Milka não era propriamente uma alimentação equilibrada (chocolate esse que tem cerca de 30% de cacau apenas e  o resto são açúcares e outras coisas mais).

Agora que estou a ser acompanhada por um nutricionista que se baseia numa dieta paleolítica (não na sua totalidade, mas 95% paleo), andei a pesquisar algumas receitas de uma das coisas de que mais gosto. Foi-me permitido comer chocolate, desde que tivesse uma percentagem de 70% de cacau no mínimo. Se me seguem pelo snapchat (jufcarreira) já devem ter visto várias vezes o snap de um dos meus chocolates favoritos: 85%, 90% ou 99% de cacau da Lindt. No entanto, decidi experimentar fazer a minha primeira tablete de chocolate com 100% de cacau e ficou deliciosa. Primeiro estranha-se, depois entranha-se e a verdade é que já não consigo comer chocolates com uma percentagem baixa de cacau, acho demasiado doce e fico enjoada - parece que fiquei curada hein? Quem diria que o monstro da Nutella e do chocolate Milka iria devorar uma tablete de chocolate com 100% de cacau. 



Além do mais estive a pesquisar a ler muito sobre o assunto e de facto o cacau tem imensos benefícios para a saúde e o chocolate não é assim tão prejudicial. O que é prejudicial são os açucares que são adicionados e as gorduras extra e por isso afastamos logo a ideia de comermos chocolate e de o incluirmos no nosso dia-a-dia, mas porquê se afinal há tantos benefícios? 

Claro que não estou a dizer que com isto nos devemos alimentar pura e exclusivamente de cacau (quem nos dera, não é?), mas na verdade não o devemos excluir. Para terem uma ideia, cerca de 2 colheres de sopa de cacau em pó têm apenas 30cal e 1,5g de gordura. Além do mais, estas duas colheres de sopa têm ainda cerca de 3,6gr de fibras o que correspondem mais ou menos a cerca de 14% dos valores diários recomendados, já para não falar do ferro e do magnésio que podemos encontrar no cacau. Ainda para terem uma ideia, numa chávena de cacau (que foi a medida que usei), cerca de 17gr são proteínas e 50gr são carbohidratos sendo que os "açúcares" naturais não chegam a 1gr sequer. 

Usei cacau em pó, certifiquem-se de que compram mesmo cacau puro em pó sem qualquer tipo de açúcares adicionados para tirarem todos os benefícios do cacau. Sabemos também que o cacau é rico em flavonoides, é rico em antioxidantes, anti-depressivo, anti-inflamentorio, ajuda a combater o colesterol, controla a pressão arterial, anti-envelhecimento e ajuda a controlar a ansiedade

No entanto, sabemos que nem tudo é maravilhoso, o cacau é rico em cafeína que pode causar agitação e insónias principalmente aos mais sensíveis à cafeína. No entanto o chocolate não é feito exclusivamente de cacau, se o fizermos em casa conseguimos controlar o tipo de alimentos e misturas da nossa tablete de chocolate, mas a verdade é que precisamos sempre de colocar uma "gordura". No meu caso usei óleo de côco que também tem imensos benefícios e uma colher de café de mel biológico. 


Consumir com moderação e quanto mais "natural" e com menos açúcares, melhor! Se o fizermos em casa, melhor ainda porque conseguimos controlar o que contém. Eu aventurei-me e correu super bem, e o melhor é que a base é sempre a mesma e podem acrescentar o que mais gostam: frutos secos, canela, flor de sal, côco, bagas de goji, raspa de laranja... são algumas das minhas sugestões. 

A minha primeira tablete de chocolate foi com lascas de côco e pepitas de cacau cru, querem saber como é que o podem fazer?

ingredientes
1/2 chávena de cacau puro em pó (usei da marca Valrhona)
1/2 chávena de óleo de côco virgem (podem comprar nos supermercados Brio, Glood, Celeiro ou Miosótis)
50gr de lascas de côco (sem açúcar)
1 colher de sobremesa de mel biológico 
30gr de pepitas de cacau cru biológico (usei a marca Seara)

it's show time
Começamos por derreter o óleo de côco em banho maria e adicionar o cacau em pó. Misturar bem e assim que tivermos uma mistura uniforme, adicionamos as pepitas de cacau cru, o mel e as lascas de côco. Ficamos com uma mistura de chocolate com alguns granulados - das pepitas de cacau cru que acabam por não derreter na totalidade e vêm acrescentar o crocante ao chocolate.

Vertemos a mistura num tabuleiro forrado com alumínio ou papel vegetal, deixamos solidificar e está pronto a comer. No final polvilhei com côco ralado, fica delicioso. Podem trocar as lascas de côco e as pepitas de cacau cru por outro ingrediente qualquer que mais gostem, as possibilidades são imensas. Atenção que é mesmo amargo, afinal de contas, não tem qualquer açúcar adicionado e é cacau puro, primeiro estranha-se, depois entranha-se. Se for para comer, que seja saudável! Yummmm!










PUB