Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIX, blog

#SHEFORSHE

19.10.14 | Joana Carreira


Confesso que por vezes sou um bocado desligada deste mundo, mas não podia deixar passar em branco a polémica em volta da Jessica Athayde. Já todas devem ter visto, até porque as redes sociais foram bombardeadas de críticas e de partilhas do post-resposta (aqui) da actriz às críticas que lhe fizeram. Já partilhei e manifestei a minha opinião sobre o que acho da Jessica e de tudo o que aconteceu (aqui), no entanto não queria deixar de vir falar um pouco sobre o facto de cada vez mais vivermos numa pressão enorme em função da nossa imagem.

A Jéssica já disse praticamente tudo, no entanto se nos anos 50 as pin-ups eram consideradas as mulheres mais sexys, mulheres com curvas e "de carne e osso" hoje em dia caminhamos para o inverso. Tal como tudo todas as indústrias têm os extremos, extremos esses alimentados pela sociedade. Já vi de tudo, já me contaram histórias horríveis de modelos que comem lenços de papel, sim lenços de papel para "enganar o estômago" e não engordarem. Há modelos bonitas, lindas de morrer que para além de fazerem o seu trabalho, tentam parar com as críticas constantes como a Jani Gabriel ou a Sara Sampaio, duas mulheres saudáveis lindas muito bem sucedidas. Ambas trabalham com imagem e vivem nesta constante pressão social. 

Na altura que decidi perder peso, não foi por uma questão de imagem, foi não só pela minha saúde que decidi mudar de hábitos alimentares, mas também pelo meu futuro e pela minha auto-estima. Não me sentia bem no meu corpo, não tinha capacidades físicas para fazer muitas coisas e tinha uma alimentação péssima que podia levar a contrair doenças como os diabetes ou outras bem mais graves. Na altura que partilhei a minha história dos meus mais 20kg perdidos, também fui alvo de crítica e por parte de mulheres, neste caso é o caso inverso. Disseram coisas horríveis e não liguei, mas agora que a Jessica veio criar esta espécie de movimento #SHEFORSHE decidi escrever este texto com este logo feito por mim como pequeno desabafo.

Acabo com as palavras que a Sara Sampaio partilhou na sua página do facebook em relação a este assunto (aqui) "Para o resto deixem de criticar os corpos uma das outras, se alguém quer comer pizza todos os dias, e não ir ao ginásio, é a escolha dela, tal como se alguém quer comer super saudável e ir ao ginásio todos os dias é escolha dela também. cada um tem o corpo que tem, e cuida dele da maneira que quiser, cada pessoas tem um metabolismo diferente, infelizmente vivemos numa sociedade em que somos criticados tenhamos o corpo que tenhamos. tal como diz o ditado: preso por ter cão e preso por não ter."

No fim o que importa é estarmos saudáveis, sentirmo-nos bonitas na nossa própria pele, confiantes e o resto é tudo conversa. Pode ser tudo muito bonito de se dizer, mas de facto, se não começarmos a tentar inverter esta tendência, nunca vamos progredir.  

1 comentário

Comentar post