Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SIX, blog

hey there twenty seven!

29.08.18 | Joana Carreira
Para ser sincera nem acredito que os 27 chegaram, afinal é mesmo verdade o que se diz: que a partir dos 25 sentimos o tempo a passar muito mais rápido. Podemos encarar isto de duas formas: entrar em pânico porque de repente já estarmos na segunda ou terceira cruzinha das faixas etárias ao preenchermos boletins ou questionários, ou simplesmente aceitar e aprender com tudo o que vivemos - sim eu sei que 27 anos ainda não é nada, mas aos poucos vamos ganhando alguma maturidade, acordando para alguns aspectos da vida e deixamos de ser tão ingénuas como o éramos com 20 anos - eu pelo menos falo por mim. 
 

27.png

 

 
Os 27 chegaram e a verdade é que estes últimos dois anos foram uma verdadeira montanha russa de emoções: sair de casa dos pais, começar a trabalhar e ataques de ansiedade. Sim, porque apesar de gostar de mudanças, há coisas que custam sempre. 
 
Posso dizer que esta última metade dos meus 26 anos me fizeram ver muita coisa, amadurecer em alguns aspectos e conheci pessoas incríveis que me fizeram crescer, a nível pessoal e a nível profissional. Uma em especial que marcou muito estes meus últimos 8 meses e a quem tenho de agradecer por me ter feito crescer e que é muito especial para mim! 
 
27.jpg
E depois claro, há sempre aquelas pessoas especiais que nos acompanham e estão sempre lá: os meus pais (mesmo quando é para me darem na cabeça), o meu irmão, a minha avó, o Manel que me atura a toda a hora e os pais do Manel que são verdadeiros anjos da guarda para mim. Para alimentar as minhas loucuras há sempre as amizades que ficam para a vida: Margarida, Xana - sim filhas achavam o que? Que era só brigadeiros e bolos!? Também há dedicatória! E claro, a minha Mary, a minha Izzie e o Pete, três das melhores amizades que estes últimos dois anos me trouxeram de bom! 
 
As mudanças não são nada fáceis, mas a verdade é que sem eles era tudo mais difícil. Se dos 25 para os 26 me custou muito a adaptar, posso dizer que dos 26 para os 27 foi o primeiro ano em que finalmente aceitei essa mudança, que aproveitei e que decidi deixar de lado as ansiedades e “reorganizar-me”. 
 
Os 27 estão aí e não podia estar mais feliz! Apesar de tudo, continuo a adorar celebrar o aniversário, juntar as pessoas importantes da minha vida e aproveitar ao máximo! Até porque a vida é mesmo assim é merece ser partilhada com as pessoas de quem gostamos!